Publicidade

Estado de Minas

PT fará debate com Haddad paralelo ao dos candidatos à Presidência


postado em 09/08/2018 18:18

O Partido dos Trabalhadores fará nesta quinta-feira (9) um debate paralelo com Fernando Haddad, companheiro de chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ficou de fora do primeiro confronto televisivo entre candidatos às eleições de outubro por estar preso.

"A campanha [de Lula] vai realizar um debate paralelo" ao da TV Bandeirantes, em São Paulo, disse à AFP uma assessora de comunicação do PT.

As discussões paralelas, que serão transmitidas ao vivo em contas de Lula nas redes sociais, "não [estarão] necessariamente vinculados aos mesmos temas" da Band, que terá oito participantes, informou a porta-voz.

Haddad e seus interlocutores vão abordar "temas de interesse público, como segurança, saúde e emprego", informou.

Os dois eventos vão começar às 22H00.

Ao lado de Haddad estarão a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e Manuela D'Ávila (PCdoB), que será vice de Haddad se ele substituir Lula - cuja candidatura muito provavelmente será impugnada segundo a Lei da Ficha Limpa.

O ex-presidente (2003-2010) cumpre desde abril pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Apesar disso, ele se mantém como favorito nas pesquisas, com 30% de intenções de voto, praticamente o dobro de qualquer adversário.

Lula tinha pedido para participar dos debates da Bandeirantes por videoconferência de sua cela na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, mas a juíza Bianca Arenhart, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, indeferiu a solicitação.

Haddad não poderá participar por não ser oficialmente candidato à Presidência.

A situação do ex-prefeito de São Paulo, de 55 anos, é atípica, pois no improvável caso de que Lula consiga manter viva sua candidatura até o primeiro turno, em 7 de outubro, ele cederia seu lugar como vice a Manuela D'Ávila.

O PT vai inscrever formalmente a candidatura de Lula em 15 de agosto, último dia do prazo legal, e planeja levar milhares de simpatizantes a Brasília neste dia para dar seu apoio ao líder histórico do partido.

Treze candidatos disputam estas que se anunciam como as eleições mais polarizadas e incertas da história moderna do Brasil, tendo Lula como favorito, seguido do capitão do Exército na reserva Jair Bolsonaro (PSL).

Além de Bolsonaro, vão participar do debate desta noite na Bandeirantes Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL), Álvaro Dias (Podemos) e Cabo Daciolo (Patriota).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade