Publicidade

Estado de Minas

Rússia considera 'inaceitáveis' novas sanções dos EUA


postado em 09/08/2018 08:18

O Kremlin considerou, nesta quinta-feira (9), "absolutamente inaceitáveis" e "ilegais" as novas sanções econômicas anunciadas pelos Estados Unidos em relação ao ataque com Novichok no Reino Unido, mas disse "manter a esperança de estabelecer relações construtivas" com Washington.

"Consideramos absolutamente inaceitável o anúncio de novas restrições em relação ao caso de Salisbury e as consideramos ilegais", disse à imprensa o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, chamando Washington de "sócio imprevisível". Também negou, mais uma vez, qualquer responsabilidade no envenenamento do ex-agente russo Serguei Skripal e de sua filha, Yulia.

Menos de um mês após a cúpula de Helsinque entre Donald Trump e Vladimir Putin, ambos os países parecem ter voltado à confrontação.

O Departamento de Estado americano alegou ter constatado que "o governo russo usou armas químicas, ou biológicas, violando as leis internacionais" no caso do envenenamento no Reino Unido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade