Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Trump: É um momento incrível para nosso país, America é respeitada novamente


postado em 04/08/2018 20:50

O desempenho da economia norte-americana foi o principal assunto durante o discurso do presidente norte-americano Donald Trump, em um comício neste sábado. "Eu disse que isso iria acontecer, as coisas estão muito mais fáceis agora. É um momento incrível para o nosso país. A América é respeitada e está ganhando novamente", declarou Trump.

O mandatário citou o ritmo de crescimento da economia, os recordes no mercado financeiro e o baixo nível de desemprego como promessas de sua campanha que estão sendo cumpridas. "A economia está aquecida, os empregos estão de volta aos Estados Unidos. Todos querem estar aqui", disse o presidente norte-americano, arrancando aplausos da plateia. "Estamos no melhor momento econômico da história do país. Nunca estivemos assim, em um nível de entusiasmo nunca antes visto", emendou.

O presidente norte-americano abordou rapidamente sua política comercial, que tem provocado incertezas no mercado internacional. "Se derrubarmos o déficit comercial, podemos crescer mais 3 ou 4 pontos porcentuais no PIB", comentou Trump. "A alta de 4,1% é ótima, mas vamos além", projetou.

O comício está sendo realizado no ginásio poliesportivo da escola Olentangy Orange High School e tem o slogan as palavras "Promessas feitas. Promessas cumpridas".

Centenas de apoiadores do presidente norte-americano se dirigiram à Olentangy Orange High School para acompanhar o comício encabeçado por Trump. O evento tem como objetivo apoiar Troy Balderson, candidato republicano ao congresso, antes de eleições especiais em Ohio contra o democrata Danny O'Connor, na próxima terça-feira.

"Votar no candidato democrata é votar pela abertura da fronteira, o que vai aumentar a criminalidade. Não queremos isso", comentou, citando o trabalho de sua gestão para imigração e segurança. "Quando o MS13 (gangue mexicana) vê o ICE (Departamento de Imigração e Alfândega, na sigla em inglês), eles pensam que terão problemas. Vamos tirá-los do país, um por um."

Críticos do presidente também foram à escola para expressar insatisfação com a administração Trump, mas protestaram apenas em uma área reservada na parte externa da escola. (Caio Rinaldi - caio.rinaldi@estadao.com)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade