Publicidade

Estado de Minas

Empresa francesa e dois de seus diretores são acusados por explosões nos EUA


postado em 03/08/2018 22:18

A filial americana do grupo químico francês Arkema e dois de seus diretores foram acusados nesta sexta-feira por explosões produzidas no ano passado relacionadas com a passagem do furacão Harvey.

"Um grande juri acusou a Arkema North America, importante grupo industrial francês, assim como seu CEO e o chefe da fábrica", situada no estado do Texas, onde aconteceram as explosões, indica um comunicado do tribunal de Harris, no Texas.

Todos eles foram julgados "responsáveis" pelo aparecimento de "uma nuvem tóxica sobre a comunidade de Crosby (perto de Houston, NDLR) durante o furacão Harvey".

O CEO da Arkema North America, Richard Rowe, e o chefe da usina de Crosby, Leslie Comardelle, foram acusados, entre outros motivos, porque "as empresas não tomam decisões, as pessoas sim", explicou o procurador Kim Ogg, citado no comunicado.

"Aqueles que envenenam nosso ambiente serão denunciados quando houver provas que justifiquem isso", acrescentou.

Os acusados poderão receber penas de até cinco anos de prisão, e a empresa uma multa de 1 milhão de dólares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade