Publicidade

Estado de Minas

Ministro grego renuncia por causa dos incêndios


postado em 03/08/2018 15:18

O ministro grego de Ordem Pública e Defesa Civil, Nikos Toskas, renunciou nesta sexta-feira (3) após os incêndios que provocaram 88 mortes no leste de Atenas em 23 de julho, anunciou o primeiro-ministro.

"O primeiro-ministro aceitou a renúncia de Toskas", garantiu a equipe do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, em um comunicado.

A gestão desta catástrofe pelo governo de Syriza despertou diversas críticas da oposição, que pediu a renúncia de autoridades.

Toskas reconheceu, na semana passada, ter posto seu cargo à disposição de Tsipras, mas ele não aceitou que se demitisse.

Desta vez, o primeiro-ministro aceitou sua renúncia após "uma breve reunião" com Toskar, durante a qual "agradeceu sua cooperação durante todos esses anos".

O ministro do Interior, Panos Skourletis, vai cuidar a partir de agora da defesa civil.

Desde a semana passada, Tsipras recebeu duras críticas por ter reconhecido apenas "a responsabilidade política" de um grave incêndio que se espalhou rapidamente de uma colina até Mati e as cidades no seu entorno, parte delas construídas em meio a uma floresta.

O primeiro-ministro foi criticado, naquele momento, por não sancionar nenhum responsável político.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade