Publicidade

Estado de Minas

Viúva do escritor francês Céline vende sua casa para pagar dívidas


postado em 01/08/2018 08:06 / atualizado em 01/08/2018 08:39

A viúva do escritor francês Louis-Ferdinand Céline (1894-1961), agora com 106 anos, vendeu sua casa nos arredores de Paris, onde o casal viveu desde a década de 1950 - disse seu advogado à AFP nesta quarta-feira (1º).


Lucette Destouches residia nessa propriedade da localidade de Meudon, ao sudoeste da capital francesa. O casal se mudou para lá em 1951, segundo o semanário Le Point, que divulgou a informação.


De acordo com Le Point, a viúva de Céline devia impostos e os salários de três pessoas que cuidam dela.


François Gibault, advogado e biógrafo do autor, disse que, segundo os termos da venda, Destouches poderá viver no imóvel até sua morte.


Louis-Ferdinand Céline, autor do célebre "Voyage au bout de la nuit" (1932), é considerado um dos grandes escritores franceses do século XX, mas também um dos mais controversos.


Abertamente antissemita, Céline fugiu da França, onde tinha problemas com a Justiça, devido à sua colaboração com o regime de Vichy durante a ocupação nazista da França.


Morreu em 1961 e está enterrado no cemitério de Meudon.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade