Publicidade

Estado de Minas

Irã diz que não pode continuar em acordo nuclear sem benefícios


postado em 12/06/2018 20:36

Teerã, 12 - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse que o país não poderá permanecer no acordo nuclear internacional firmado em 2015, a menos que se beneficie das disposições do pacto. Em uma conversa por telefone com o presidente da França, Emmanuel Macron, Rouhani disse que os europeus devem encontrar uma maneira de compensar o Irã se quiserem preservar o acordo após a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar Washington do pacto e restaurar sanções contra o país persa.

França, Reino Unido, Alemanha, Rússia e China querem preservar o acordo, que limita as atividades nucleares iranianas em troca do alívio das sanções internacionais contra Teerã. "Não devemos permitir que essa grande conquista da diplomacia seja destruída pelas ações unilaterais dos outros, que são infieis às suas promessas", disse Rouhani, de acordo com seu site oficial.

Outras autoridades do Irã afirmaram que as atividades nucleares do país poderiam ser retomadas caso o acordo entre em colapso. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade