Publicidade

Estado de Minas

Criminalidade custou em 2015 4,38% do PIB brasileiro


postado em 11/06/2018 21:24

O custo da criminalidade no Brasil foi em 2015 de 285 bilhões de reais e representou 4,38% do PIB, segundo um relatório do governo federal divulgado nesta segunda-feira (11).

Esse custo era de 113 bilhões de reais em 1996 e o aumento que registrou nos 20 anos seguintes foi calculado com o ajuste da inflação, indica o relatório da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da presidência (SAE-PR).

O aumento foi de 170% no setor público e de 135% no setor privado durante o período 1996-2015, precisa.

Esse forte aumento revela que "as políticas públicas para a área de segurança não podem se basear exclusivamente na expansão dos recursos", apontou o relatório, segundo o qual é preciso "fomentar políticas de segurança mais eficazes" para reduzir a criminalidade.

Apesar do aumento do gasto em segurança nas últimas duas décadas, "o retorno social, com um aumento dos homicídios no país de 35.000 a 54.000", o que marca "uma perda de 450 bilhões na capacidade produtiva do país", aponta o relatório.

A SAE-PR considerou os custos de seis categorias para o estudo: segurança pública e privada, encarceramento, danos materiais e seguros, perda produtiva, processos judiciais e serviços médicos e terapêuticos.

O Brasil, que em 2016 superou pela primeira vez a taxa de 30 homicídios a cada 100.000 habitantes, registrou 553.000 mortes violentas entre 2006 e esse ano, de acordo com o Atlas da Violência divulgado na semana passada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Somente em 2016, último ano com estatísticas disponíveis, houve um recorde de 62.517 homicídios, o que representa um crescimento de quase 26% em uma década.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade