Publicidade

Estado de Minas

Congressistas republicanos desafiam Trump sobre tarifas


postado em 06/06/2018 22:48

Vários senadores republicanos desafiaram nesta quarta-feira a Casa Branca e propuseram uma lei para obrigar o presidente americano a pedir autorização do Congresso para impor certos tipos de sanções.

O governo Trump, alegando razões de segurança nacional, anunciou na semana passada a imposição de tarifas às importações de aço e de alumínio contra diversos países, incluindo União Europeia, Canadá e Japão, contrariando os partidários do livre comércio no Congresso americano.

O projeto de lei, promovido por seis senadores republicanos e quatro democratas, exige o exame no Congresso de qualquer proposta para impor tarifas às importações no interesse da "segurança nacional", sob a Seção 232 da Lei de Expansão Comercial.

"Lamentavelmente, o governo está abusando da autoridade na Seção 232 delegada pelo Congresso ao presidente", disse o senador republicano Bob Corker, que promove o projeto.

"Se o presidente de fato acredita que é necessário invocar a Seção 232 para proteger os Estados Unidos de uma genuína ameaça, deveria apresentar o caso ao Congresso e ao povo e fazer o trabalho necessário para garantir que o Congresso o aprove", declarou Corker.

Os legisladores analisam apresentar a medida como uma emenda a um projeto de lei de autorização de defesa nacional que será debatido no Senado.

Vários republicanos, incluindo o presidente da Câmara de Representantes, Paul Ryan, manifestaram sua frustração com a disposição de Trump em desafiar a orientação partidária e recorrer a tarifas punitivas contra seus aliados, o que traz o risco de uma guerra comercial que prejudicaria produtores, trabalhadores e consumidores americanos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade