Publicidade

Estado de Minas

Três astronautas decolaram para a ISS a bordo de nave Soyuz


postado em 06/06/2018 09:06

A nave espacial russa Soyuz, com um cosmonauta russo e dois astronautas americano e alemão a bordo, decolou nesta quarta-feira das estepes do Cazaquistão para a Estação Espacial Internacional (ISS).

O lançamento do foguete MS-09 com a bordo o cosmonauta russo Serguei Prokopiev, a astronauta americana Serena Auñón-Chancellor e o alemão Alexander Gerst, foi realizado com sucesso a partir do Cosmódromo de Baikonur às 11h12 GMT (8h12 de Brasília), num clima quente e seco.

Deve chegar à ISS na sexta-feira para uma missão de cerca de cinco meses chamada "Horizons".

Essa equipe é relativamente inexperiente em comparação com as anteriores. Alexander Gerst, de 42 anos, da Agência Espacial Europeia (ESA), é o único que já completou uma missão espacial em 2014, já a bordo da ISS.

Serguei Prokopiev, comandante da nave, faz seu primeiro voo aos 43 anos. É também a primeira missão espacial de Serena Auñón-Chancellor, de 42 anos e médica. Ela foi indicada pela NASA no início do ano, às custas de Jeannette Epps, sem explicação.

"Nós nos dirigimos ao foguete na plataforma de lançamento Gagarin. Ele está lá, pronto, fumegante, vivo, em toda a sua beleza. Vou ter que dar-lhe outra palmada amical antes de entrar. Mal posso esperar para sentir seus motores nas minhas costas. Vamos lá!", escreveu no Twitter algumas horas antes da decolagem Alexander Gerst, que assumirá o comando da ISS durante a missão.

O laboratório da Estação Espacial Internacional, um raro exemplo de cooperação entre a Rússia e os Estados Unidos, está em órbita desde 1998, a uma velocidade de 28.000 km/hora. Dezesseis países participam da ISS, que custou um total de US$ 100 bilhões, financiados principalmente pelos Estados Unidos e pela Rússia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade