Publicidade

Estado de Minas

Brasil teve mais de meio milhão de assassinatos em 10 anos, diz relatório


postado em 05/06/2018 16:54

Mais de meio milhão de assassinatos foram registrados entre 2006 e 2016 no Brasil, que pela primeira vez em sua história ultrapassou a taxa de 30 homicídios por 100.000 habitantes nesse último ano, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira (5).

Em 2016, último ano com estatísticas disponíveis, houve um recorde de 62.517 homicídios, de acordo com um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do prestigioso Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O número é quase 26% maior que dez anos atrás e coloca o Brasil como um dos países mais violentos do planeta, com uma taxa de homicídios de 30,3 por cada 100.000 habitantes, 30 vezes mais que a média europeia, aponta o relatório.

"O Brasil atingiu, pela primeira vez em sua história, os 30 homicídios por cada 100.000 habitantes", destacam os pesquisadores.

"Nos últimos 10 anos, 553.000 pessoas morreram de forma violenta no Brasil", acrescentaram.

Os mais afetados foram os jovens, os negros e os pobres, enquanto os brancos, que representam cerca de metade da população, sofreram 28,5% dos homicídios em 2016.

Para os homens de entre 15 e 29 anos, a taxa de homicídios disparou a quase 281 por cada 100.000 habitantes.

O aumento dos homicídios ocorreu em um período em que o Brasil se transformou em uma potência entre os mercados emergentes, e depois afundou economicamente.

Os estados do norte e nordeste do país lideram a estatística.

Entre os que tiveram uma maior taxa por cada 100.00 habitantes estão Sergipe (64,7), Alagoas (54,2), Rio Grande do Norte (53,4), Pará (50,8), Amapá (48,7), Pernambuco (47,3) e Bahia (46,9).

A taxa do Rio Grande do Norte representa um aumento de 257%, com 1.854 pessoas assassinadas em 2016. Já a taxa da Bahia subiu quase 98% em uma década.

Por outro lado, São Paulo, a maior cidade e motor econômico do país, registrou uma forte queda nas mortes violentas. De 8.377 homicídios em 2006, caiu para 4.870 em 2016, uma redução de quase 47%.

Rio de Janeiro, aonde o governo enviou o Exército para ajudar a polícia em sua luta contra o narcotráfico, registrou uma queda no número de homicídios, passando de 7.389 em 2006 a 6.053, em 2016.

A taxa de homicídios no Rio está acima da média nacional, com 36,4 cada 100.000 habitantes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade