Publicidade

Estado de Minas

Santos denuncia plano de Maduro para fraudar eleição na Venezuela


postado em 17/05/2018 21:00

O governo do presidente Nicolás Maduro está levando cidadãos colombianos para votar na Venezuela nas presidenciais do próximo domingo, denunciou nesta quinta-feira o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

"Por fontes de inteligência confiáveis, temos conhecimento de um plano do regime de Maduro, iniciado no final do ano passado, para registrar e transportar cidadãos colombianos para que votem no próximo domingo, 20 de maio", declarou Santos em mensagem pela TV.

"O plano detalha a forma, os procedimentos e os valores pagos para garantir o movimento dos eleitores e seu voto favorável a Maduro".

Por conta disso, disse que deu "instruções" à força pública para "redobrar os controles fronteiriços" e evitar "ao máximo o trânsito ilegal de eleitores".

Santos destacou que "manobras" como esta confirmam sua decisão de não reconhecer os resultados das eleições presidenciais de domingo.

Maduro planeja se reeleger no domingo na eleição antecipada convocada pela Assembleia Nacional Constituinte, que Santos também considera ilegítima.

- Apreensão de alimentos -

O presidente da Colômbia também informou sobre a apreensão, na quarta-feira, de quase 400 toneladas de alimentos "inaptos para o consumo humano" no porto caribenho de Cartagena que tinha a Venezuela como destino

As autoridades asseguraram que a carga incluía farinha, açúcar, macarrão e arroz com "pragas dentro e fora" de suas embalagens.

A mercadoria seria dividida pelos Comitês Locais de Abastecimento e Produção, próximos ao governo, a populações pobres, continuou Santos.

"Isso é a ponta do iceberg de um negócio desprezível que envolve empresas de fachada na Colômbia, no México e em muitos outros países", apontou.

O diretor da Direção de Investigação Criminal e Interpol da Polícia (Dijin), general Jorge Vargas, afirmou que por trás desses envios estaria uma rede que envolve mais de 23 empresas, em vários países.

As relações entre Venezuela e Colômbia estão se deteriorando. Santos qualifica de "ditadura" o governo de Maduro, e o culpa pelo êxodo de milhares de venezuelanos em direção à Colômbia.

Cerca de 762 mil venezuelanos migraram para a Colômbia nos últimos dois anos, dos quais quase 518 mil pretendem ficar, segundo um boletim atualizado do governo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade