Publicidade

Estado de Minas

C. do Norte ameaça encerrar conversas a menos que C. do Sul mude comportamento


postado em 17/05/2018 10:36

Seul, 17 - A Coreia do Norte criticou nesta quinta-feira a Coreia do Sul, advertindo que encerraria definidamente as conversas intercoreanas, a menos que Seul fizesse concessões em relação aos exercícios militares realizados com os EUA e em críticas públicas às tentativas de diálogo com o Norte.

Em um ataque ao governo do presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, a Coreia do Norte chamou o governo de "um grupo ignorante e incompetente desprovido do senso elementar da situação atual". A mais recente crítica do Norte acrescenta mais incerteza à sua disposição de sustentar um degelo nas relações com Washington e Seul, em meio aos planos para uma reunião de cúpula no próximo mês entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong-un.

Em um comunicado publicado nesta quinta-feira e atribuído a Ri Son Gwon, uma autoridade do alto escalão da Coreia do Norte que supervisiona as relações intercoreanas, o Norte pareceu dobrar suas queixas contra Washington e Seul.

No comunicado, Ri criticou os exercícios conjuntos da força aérea sul-coreana que considerou uma provocação, e sugeriu que Seul silenciasse críticas de Thae Yong Ho, proeminente desertor norte-coreano que lançou dúvidas sobre as intenções de Pyongyang.

"A menos que a grave situação que levou à suspensão das negociações de alto nível entre o Norte e o Sul esteja resolvida, nunca será fácil sentar-se cara a cara novamente com o atual regime da Coreia do Sul", disse Ri. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade