Publicidade

Estado de Minas

Comunicado do Business Wire :GSMA


postado em 15/05/2018 12:24

Hoje, a GSMA emitiu um novo relatório, "NB-IoT e LTE-M no contexto do 5G", que destaca o papel integral que as redes Mobile IoT licenciadas, como a NB-IoT e a LTE-M, desempenharão no futuro do 5G e, especialmente, no desenvolvimento da "IoT em massa". A IoT em massa é um dos três principais casos de uso do 5G, junto com as comunicações essenciais e a banda larga aprimorada, que permitirão desenvolvimentos como cidades inteligentes e automação industrial. A NB-IoT e a LTE-M serão fundamentais para o desenvolvimento da IoT em massa e para trazer compatibilidade e complementação para o grande número de casos de uso e aplicações do 5G. As principais operadoras, incluindo AT&T;, Deutsche Telekom, KDDI, Orange e Vodafone, estão comprometidas em implantar essas redes como parte das futuras estratégias de IoT em massa com 5G.

"Embora seja comum as pessoas associarem o 5G a velocidades de banda larga super-rápidas, ele também atuará em vários casos de uso com exigências absolutamente opostas, como baixas taxas de dados e longa duração de bateria, como ocorre com a Mobile IoT", comentou Alex Sinclair, Diretor de Tecnologia da GSMA. "As redes NB-IoT e LTE-M licenciadas já estão gerando conectividade confiável para milhões de dispositivos em todo o mundo, e essas redes continuarão a ser um componente fundamental do futuro do nosso 5G, conduzindo a uma era de IoT em massa".

As operadoras móveis, em colaboração com fornecedores e desenvolvedores globais, estão lançando as redes Mobile IoT hoje para dar suporte a aplicativos como de medição inteligente, logística inteligente e monitoramento ambiental inteligente, mas também como componente principal da estratégia de longo prazo e do compromisso com as normas IoT do 5G. As redes Mobile IoT licenciadas são padronizadas pelo 3GPP e projetadas para compatibilidade com aplicativos IoT nos celulares de baixo custo, usam baixas taxas de dados, exigem longas durações de bateria e geralmente operam em localidades remotas e de difícil acesso, como trilhas de recursos industriais, monitoramento de segurança ou medição e água e gás. Até hoje, 24 operadoras móveis lançaram 48 redes Mobile IoT comercialmente em todo o mundo com tecnologias NB-IoT e LTE-M. De acordo com as previsões da Inteligência da GSMA, em 2025 haverá 3,1 bilhões de conexões IoT nos celulares, incluindo 1,8 bilhão de conexões LPWA licenciadas.

O 3GPP está programado para a versão 15 completa em junho, o que incluirá a NB-IoT e a LTE-M como normas móveis para 5G. O 3GPP também não incluirá nenhuma exigência adicional de LPWA em sua próxima versão, o que significa que a NB-IoT e a LTE-M coexistirão com outras tecnologias 3GPP e atenderão aos requisitos de longo prazo de LPWA do 5G. As redes NB-IoT e LTE-M distribuirão conectividade para bilhões de novos dispositivos e fornecerão conectividade abrangente de IoT na era do 5G.

Para obter mais informações sobre a Iniciativa Mobile IoT da GSMA e fazer o download do relatório "NB-IoT e LTE-M no contexto do 5G", acesse: https://www.gsma.com/iot/mobile-iot-5g-future/

-FIM-

CITAÇÕES DE PARCEIROS

AT&T; "As redes de Área ampla de baixa potência são a chave para a implantação global de dispositivos e aplicativos IoT que só se desenvolverão com o 5G", afirmou Chris Penrose, presidente, Soluções de Internet das Coisas, AT&T.; "Nosso investimento em IoT em massa nos EUA e no México marca outro passo à frente em nosso caminho para o 5G com tecnologia 3GPP padronizada e espectro licenciado".

DEUTSCHE TELEKOM "A Deutsche Telekom apoia plenamente a declaração da GSMA sobre o papel integral das redes Mobile IoT no futuro do 5G. Além disso, as tecnologias LPWA, como a NB-IoT, abrem caminho para o 5G e serão parte importante das tecnologias 5G. Com suas redes centrais virtualizadas já implementadas na Deutsche Telekom, isso já é uma realidade para nós", disse Dr. Ingo Hofacker, SVP, IOT, Deutsche Telekom.

KDDI "O relatório da GSMA esclarece a ambiguidade na relação entre LPWA e 5G destacando que as tecnologias LPWA 3GPP existentes devem coexistir com outras tecnologias 3GPP 5G e atender aos requisitos de LPWA de longo prazo. Para a era de IoT e 5G, a KDDI estabelecerá o Open Labs em Tóquio, em meados de 2018, a fim de facilitar o rápido desenvolvimento de serviços inovadores", disse Keiichi Mori, Diretor Executivo, GM, Divisão de Desenvolvimento de Negócios de IoT.

GRUPO VODAFONE Luke Ibbetson, chefe de P&D; do Grupo Vodafone e presidente do Fórum NB-IoT da GSMA, disse: "A Vodafone foi pioneira no desenvolvimento da NB-IoT e já tem redes em nove países. Acreditamos que a NB-IoT, a primeira rede 5G da rede das coisas, será a base para uma sociedade em que as pessoas e as empresas estão muito mais conectadas e informadas sobre o mundo ao seu redor".

Sobre a GSMA A GSMA representa os interesses das operadoras móveis em todo o mundo, unindo cerca de 800 operadoras com mais de 300 empresas no amplo ecossistema móvel, incluindo fabricantes de celulares e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e provedores de Internet, bem como organizações em setores avançados da indústria. A GSMA também produz eventos líderes do setor, como o Mobile World Congress, o Mobile World Congress Shanghai, o Mobile World Congress Americas e o Mobile 360 Series de conferências.

Para mais informações, acesse o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20180515006226/pt/

Contatos de mídia: Para a GSMA Beau Bass +44 79 7662 4962 beau.bass@webershandwick.com ou Escritório de Imprensa da GSMA pressoffice@gsma.com

© 2018 Business Wire, Inc. Aviso: Este documento não é de autoria da AFP e a AFP não pode se responsabilizar por seu conteúdo. Para esclarecer qualquer dúvida sobre o conteúdo, por favor, contate as pessoas/empresas indicadas neste comunicado de imprensa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade