Publicidade

Estado de Minas

Indonésia registra mais um atentado executado por família


postado em 14/05/2018 06:00

Uma família de cinco pessoas, incluindo uma menina de 8 anos que sobreviveu, executou um atentado suicida contra uma delegacia que deixou 10 feridos em Surabaya, segunda maior cidade da Indonésia, informaram as autoridades locais.

Quatro autores do atentado morreram, mas a menina de 8 anos sobreviveu, afirmou Frans Barung Mangera, porta-voz da polícia da província de Java Oriental.

"Havia cinco pessoas em duas motocicletas. Uma era uma menina pequena. Era uma família", declarou mais cedo o chefe da polícia nacional, Tito Karnavian.

No domingo, uma série de ataques contra igrejas da mesma cidade, reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI), foram cometidos por outra família.

Três atentados foram executados em três lugares diferentes com dez minutos de intervalo.

O porta-voz Frans Barung Mangera confirmou que 13 pessoas morreram e 41 ficaram feridas nos ataques de domingo.

Uma família - pai, mãe, dois filhos de 16 e 18 anos e duas meninas de 9 e 12 anos - foi responsável pelos ataque, anunciou o chefe da polícia Karnavian. Eles estavam ligado ao movimento radical Yamaah Ansharut Daulah, um grupo próximo ao EI.

Segundo a imprensa local, a família passou pela Síria, para onde se viajaram centenas de indonésios nos últimos anos, com o objetivo de combater nas fileiras do EI.

A mãe, identificada como Puji Kuswati, e suas duas filhas vestiam niqabs e carregavam bombas ao redor da cintura, quando entraram na igreja Kristen Indonesia Diponegoro para detonarem a carga, relatou Karnavian.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade