Publicidade

Estado de Minas

Peso argentino cai 3%, apesar de tentativas de frear desvalorização


postado em 11/05/2018 17:24

A moeda argentina se desvalorizou 2,97% e fechou nesta sexta-feira (11) a 23,93 pesos por dólar, após ter tocado um teto de 24,24 pesos no meio do dia. Intervenções do Banco Central ajudaram a controlar a queda.

Nesta semana, o peso se desvalorizou 6,9%. A moeda acumula queda de 10,07% em maio.

No mercado informal, o dólar foi cotado a 24,20 pesos.

Operadores estimam que o Banco Central vendeu cerca de 1,2 bilhão de dólares para frear a desvalorização da moeda argentina.

O presidente Mauricio Macri recebeu na manhã desta sexta o ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne, que acabou de voltar de Washington, onde foi buscar auxílio financeiro do Fundo Monetário Internacional (FMI) por um montante ainda não determinado.

Em seguida, o presidente convocou seu gabinete de ministros para uma rara reunião na tarde desta sexta-feira, segundo fontes governamentais, embora ainda não tenha sido anunciado oficialmente.

Dujovne chegou a Buenos Aires na manhã desta sexta vindo de Washington, após se reunir com a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, que expressou "seu firme respaldo às reformas realizadas pela Argentina até hoje", segundo nota oficial.

Lagarde e Dujovne tiveram uma reunião na sede do FMI para tratar sobre uma eventual linha de crédito "stand by" para resolver a crise financeira na Argentina.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade