Publicidade

Estado de Minas

Empresa canadense processa PDVSA para tentar recuperar US$ 25 mi


postado em 10/05/2018 13:06

A estatal Petróleos de Venezuela é alvo de um novo processo em Nova York que pede mais de 25 milhões de dólares por não pagar dívidas com a contratista canadense de energia SNC-Lavalin, que busca recuperar o dinheiro.

A deteriorada infraestrutura da PDVSA - alvo de escândalos de corrupção - e a forte queda nas vendas de petróleo pioraram a crise econômica na Venezuela. Para a estatal, é cada vez mais difícil quitar suas dívidas.

A acusação foi apresentada nesta quarta num tribunal de Manhattan. A SNC-Lavalin prestou serviços para a PDVSA, mas não recebeu por eles.

"A PDVSA deve pagar ao dono dos bônus uma soma de 25.001.065,96 dólares mais juros, custos e gastos", afirma a demanda.

A SNC-Lavalin não é a primeira a tentar forçar a PDVSA a lhe reembolsar nos tribunais americanos.

Em 25 de abril, a petroleira americana ConocoPhillips anunciou uma vitória em um tribunal internacional contra a PDVSA, que agora deverá lhe pagar 2 bilhões de dólares pela expropriação, em 2007, de seus ativos em dois campos petrolíferos.

A mineradora canadense Rusoro apresentou, nesta semana, demandas em tribunais de Calgary e Houston para cobrar 1,34 bilhão de dólares da PDVSA pela expropriação de suas minas de ouro na Venezuela.

A petroleira americana Exxon Mobil também abriu processos contra a Venezuela por ter sido alvo de expropriações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade