Publicidade

Estado de Minas

Cientista australiano de 104 anos morre na Suíça por suicídio assistido


postado em 10/05/2018 09:00

David Goodall, o cientista australiano de 104 anos que viajou à Suíça para recorrer à eutanásia, faleceu nesta quinta-feira às 12h30 (7h30 de Brasília) na Basileia, ao cometer suicídio assistido, uma possibilidade negada em seu país, informou a Fundação Exit International.

"Às 12h30 de hoje, o professor David Goodall, de 104 anos, morreu em paz na Basileia, com uma injeção de Nembutal", um barbitúrico, escreveu no Twitter o médico Philip Nitschke, fundador da Exit International.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade