Publicidade

Estado de Minas

Armênios protestam contra ex-presidente nomeado premiê


postado em 17/04/2018 13:06

Pelo menos 10 mil pessoas se manifestaram nesta terça-feira em Yerevan, capital da Armênia, contra o ex-presidente Serge Sarkissian, nomeado primeiro-ministro com poderes fortalecidos após uma votação no Parlamento, informou um jornalista da AFP.

Reunidos na Praça da República, no centro da cidade, a pedido do líder da oposição e membro do parlamento Nikol Pachinian, os manifestantes denunciaram a manutenção de Sarkisian no poder.

A candidatura de Sarkisian, de 63 anos, proposta pelo Partido Republicano, situação, foi apoiada por 77 deputados, contra 17.

Os manifestantes bloquearam o acesso a vários ministérios e ao Banco Banco Central, e prometeram organizar uma grande marcha durante a noite.

Serzh Sarkisian, que concluiu em março seu segundo e último mandato presidencial, retorna ao poder depois de uma reforma constitucional, em que o chefe de Estado exerce principalmente funções protocolares e o verdadeiro poder executivo está nas mãos do primeiro-ministro.

"Sarkisian quer permanecer no poder eternamente", assegurou à AFP o líder do partido de oposição Herença, Raffi Hovannisyan.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade