Publicidade

Estado de Minas

Rússia e Irã dizem que ataque com mísseis na Síria foi ilegal


postado em 15/04/2018 13:06

Moscou, 15 (AE) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o do Irã, Hassan Rouhani, tiveram uma conversa por telefone para discutir as condições na Síria, após o ataque com mísseis realizado por Reino Unido, Estados Unidos e França. Os líderes "concordaram que esta ação ilegal afeta negativamente as perspectivas de um acordo político na Síria", de acordo com um comunicado divulgado neste domingo pelo Kremlin.

Putin ressaltou que ações do tipo violam a Carta da Organização das Nações Unidas e "isso inevitavelmente gera caos nas relações internacionais", segundo a nota. A agência estatal IRNA citou Rouhani: "Os EUA e alguns países do Ocidente não querem que a Síria atinja a estabilidade permanente."

Rouhani afirmou que tanto o Irã quanto a Rússia não deveriam permitir "o fogo de uma nova tensão" na região, acrescentando que os ataques aéreos na Síria foram uma "invasão", voltada a "fortalecer terroristas derrotados".

O Irã e a Rússia são aliados cruciais do presidente sírio, Bashar al-Assad, cujas forças foram acusadas de lançar um suposto ataque com armas químicas perto de Damasco, há uma semana, que levou ao ataque com mísseis de Reino Unido, EUA e França, no sábado (noite de sexta-feira, no horário de Brasília). Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade