Publicidade

Estado de Minas

UE declara apoio a esforços para evitar uso de armas químicas


postado em 14/04/2018 10:18

São Paulo, 14 - O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker divulgou neste sábado uma declaração de apoio aos ataques aéreos coordenados de EUA, França, o Reino Unido contra alvos ligados à produção, armazenamento e pesquisa de armas químicas na noite de ontem. "Como a Comissão Europeia declarou, o uso de armas químicas é inaceitável em qualquer circunstância e deve ser condenado nos termos mais fortes", disse, em declaração divulgada à imprensa.

A ação foi uma resposta ao ataque químico atribuído ao regime sírio contra civis em Douma, na semana passada. "Esta não foi a primeira vez que o regime sírio usou armas químicas contra civis, mas deve ser o último", disse Juncker.

Segundo o presidente da Comissão Europeia, a comunidade internacional tem a responsabilidade de identificar e responsabilizar os responsáveis por qualquer ataque com armas químicas.

Juncker também defendeu "um cessar-fogo duradouro" para os oito anos de conflito na Síria, de maneira a preparar o caminho para uma solução política negociada liderado pelas Nações Unidas, "para trazer paz ao país de uma vez por todas". (Luciana Collet - luciana.collet@estadao.com)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade