Publicidade

Estado de Minas

Alemanha apoia ação contra Síria, mas diz que ficará de fora dos bombardeios


postado em 13/04/2018 00:30

Beirute, 12 - A chanceler Angela Merkel afirmou, nesta quinta-feira, 12, que a Alemanha não vai participar da possível ação militar na Síria, mas que apoia o envio da mensagem de que o uso de armas químicas é inaceitável. Merkel destacou a importância de um posicionamento unido diante da suspeita de um ataque químico pelo Ocidente, que culpa o presidente Bashar al-Assad.

Ela afirmou que conversou com o presidente francês, Emmanuel Macron, sobre a questão.

Em Berlim, Merkel declarou o posicionamento de seu país. "A Alemanhã não participará de uma possível ação militar. Quero deixar claro mais uma vez que apoiamos a mensagem de que o uso de armas químicas é inaceitável", afirmou. Fonte: Associated Press

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade