Publicidade

Estado de Minas

Press Release from Business Wire : QNB Group


postado em 10/04/2018 20:48

O Grupo QNB, a maior instituição financeira do Oriente Médio e da África, anunciou seus resultados relativos ao trimestre encerrado em 31 de março de 2018.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20180410006735/pt/

QNB Group Head office in Doha - Qatar (Photo: AETOSWire)

Para os três meses encerrados em 31 de março de 2018, o lucro líquido atingiu QAR 3.4 bilhões (USD 0,9 bilhão), um crescimento de 7% em relação ao ano anterior. O total dos ativos aumentou 12% desde março de 2017 e atingiu QAR 834 bilhões (USD 229 bilhões), o mais alto já alcançado pelo grupo.

O principal fator de crescimento do total de ativos foi o resultado de empréstimos e adiantamentos, que cresceram 12% e atingiram o valor de QAR 598 bilhões (USD 164 bilhões). Além disso, o Grupo QNB pôde atrair financiamento, o que gerou uma alta de 12% no financiamento de clientes, atingindo o valor de QAR 604 bilhões (USD 166 bilhões). Isso permitiu ao grupo manter sua relação empréstimos/depósitos em 99%.

A política prudente de controle de custos do grupo e sua forte capacidade de geração de renda permitiram a manutenção de sua taxa de eficiência (relação entre custo e receita) em 27,8%, considerada como uma das melhores taxas entre as instituições financeiras da região.

As ações da taxa de empréstimos não realizados de 1,8% em 31 de março de 2018 foram consistentes na comparação ano a ano, refletindo a alta qualidade da carteira de empréstimos do grupo e a gestão eficaz do risco de crédito. A política conservadora do grupo com relação a provisionamento continuou com a taxa de cobertura mantida em 110% segundo dados de 31 de março de 2018.

O patrimônio total aumentou 2% desde março de 2017 e atingiu QAR 73 bilhões (USD 20 bilhões) em 31 de março de 2018. Os lucros por ação atingiram QAR 3,6 (USD 1,0), em comparação com QAR 3,3 (USD 0,9) em março de 2017.

A relação de coeficiente de adequação do capital (Capital Adequacy Ratio, CAR), calculada de acordo com as exigências do QCB e Basileia III, ficou em 16,0% em 31 de março de 2018, superior às exigências regulatórias mínimas do Banco Central do Catar e do Comitê da Basileia.

Como parte do esforço contínuo do Grupo QNB para melhorar seu status de instituição financeira global, o conselho diretor recomendou à assembleia geral extraordinária de acionistas (a ser realizada em 17 de abril de 2018) a aprovação da elevação do limite de propriedade externa ao Catar de 25% para 49%, além da elevação do limite de propriedade único de 2% para 5%, de acordo com a legislação e os regulamentos aplicáveis.

O financiamento bem-sucedido do QNB junto a mercados internacionais durante os primeiros três meses de 2018, que incluiu principalmente emissões no mercado de capitais de AUD 700 milhões com vencimento em cinco e dez anos na Austrália, USD 720 milhões em títulos Formosa em Taiwan, posicionamentos privados que totalizaram USD 2.5 bilhões com vencimento de dois a três anos e um empréstimo consorciado sênior sem garantia de USD 3.5 bilhões com prazo de três anos em fevereiro de 2018.

O Grupo QNB atende a uma base de mais de 22 milhões de clientes com mais de 28 mil profissionais operando em 1.200 localidades e uma rede de mais de 4.300 caixas eletrônicos.

*Fonte:AETOSWire

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20180410006735/pt/

Grupo QNB Maha Mubarak Ali, +97444975704 PR@qnb.com.qa

This material is not an AFP editorial material and AFP shall not bear responsibility for the accuracy of its content. In case you have any questions about the content, kindly refer to the contact person mentioned in the text of the release.

End of the Business Wire's Press Release

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade