Publicidade

Estado de Minas

Lula se declara inocente, mas se entregará


postado em 07/04/2018 14:30

Diante de uma multidão de militantes incansáveis na frente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Lula anunciou, neste sábado (7), que está decidido a se entregar e que cumprirá a condenação de 12 anos de prisão decretada contra ele.

"Vou cumprir o mandado (...) e cada um de vocês se transformará em um Lula", afirmou o ex-presidente, que proclamou sua inocência e acusou o juiz Sérgio Moro de "mentir".

Ao final de seu emocionado discurso, o petista foi carregado pela multidão.

Quando se entregar à Polícia, Lula deve ser transferido para Curitiba, onde uma cela de 15 metros quadrados espera por ele.

Segundo o ex-presidente (2003-2010), sua condenação obedece ao propósito de evitar o retorno da esquerda ao poder nas eleições de outubro, nas quais é apontado como favorito pelas pesquisas.

"Eu há muito tempo atrás sonhei que era possível governar esse país, envolvendo milhões de pessoas pobres na economia, nas universidades, criando milhões de empregos", declarou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade