Publicidade

Estado de Minas

Trump demite secretário de Estado e anuncia diretor da CIA para o cargo

O presidente dos Estados Unidos tem divergências com Tillerson sobre o acordo nuclear com o Irã


postado em 13/03/2018 10:24 / atualizado em 13/03/2018 11:47

(foto: Drew Angerer / Ben Stansall / AFP)
(foto: Drew Angerer / Ben Stansall / AFP)

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou hoje em sua conta no Twitter que Rex Tillerson está deixando o cargo de Secretário de Estado, que será assumido por Mike Pompeo, atual diretor da CIA.

"Ele (Pompeo) fará um trabalho fantástico! Obrigado, Rex Tillerson, por seus serviços!", disse Trump na rede social. Trump também informou que Gina Haspel será a nova diretora da CIA, a primeira mulher a ocupar o posto.

A saída de Tillerson veio um dia depois de ele retornar aos EUA de uma viagem abreviada à África. Em meio a dúvidas sobre o contexto da demissão, o presidente Donald Trump disse em declarações à imprensa que foi ele quem tomou a decisão de alterar a equipe.

Tillerson "será muito mais feliz agora", comentou o presidente, antes de embarcar para uma viagem a San Diego, onde inspecionará um protótipo do muro que ele pretende construir na fronteira com o México. 

Divergências 


Donald Trump apontou divergências com o agora ex-secretário de Estado Rex Tillerson, em particular sobre o acordo nuclear com o Irã, ao comentar sua decisão de substituí-lo pelo diretor da CIA, Mike Pompeo.

"Rex e eu (...) nos damos muito bem, mas divergimos em coisas", disse Trump aos jornalistas. "O acordo com o Irã achei que era terrível, ele achou que estava bem. Eu queria rompê-lo, ou fazer algo, ele sentia um pouco diferente. Então, realmente, não estávamos pensando do mesmo jeito", completou.
 
Já o subsecretário de Estado Steve Goldstein informou que Tillerson não tem conhecimento do motivo que levou à sua demissão. "O secretário não falou com o presidente esta manhã e não tem conhecimento do motivo, mas ele está grato pela oportunidade de servir e ainda acredita piamente que o serviço público é uma vocação nobre e não se arrepende de nada", declarou.

Com informações das agências Estado e AFP 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade