Publicidade

Estado de Minas

Opositor venezuelano buscará apoio na América Latina para garantir eleição


postado em 14/02/2018 17:24

O dirigente opositor venezuelano Julio Borges iniciará, na semana que vem, uma turnê pela América Latina para pressionar por garantias frente às eleições presidenciais antecipadas de 22 de abril.

"Faremos uma viagem por Brasil, Chile, Argentina, México, Panamá, entre outros países, para conquistar as condições que permitam eleições livres, justas e dentro da Constituição", apontou Borges em carta publicada nesta quarta-feira em suas redes sociais.

Sua equipe de imprensa informou à AFP que ainda estão sendo organizados os dias em que o deputado estará em cada país, onde está previsto se reunir com presidentes e chanceleres.

Borges liderou a delegação opositora em um diálogo fracassado com o governo o presidente e candidato à reeleição, Nicolás Maduro, em Santo Domingo.

As partes não conseguiram acordar as condições para as presidenciais adiantadas pela Assembleia Constituinte que rege o país. Tradicionalmente, o pleito acontece em dezembro.

As negociações fracassadas entre o governo e a oposição se desenrolaram entre 1 de dezembro e 7 de fevereiro e buscavam saídas para a grave crise política e socioeconômica do país petroleiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade