Publicidade

Estado de Minas

Presidente sul-africano considera 'injusto' que seu partido exija sua renúncia


postado em 14/02/2018 12:06

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, considerou nesta quarta-feira "muito injusto" que seu partido, o Congresso Nacional Africano (ANC), exija a sua renúncia, estimando que não há nada que justifique essa medida.

Após suas declarações à televisão pública, Zuma anunciou que fará uma declaração ao país no decorrer do dia.

"É muito injusto que esta questão seja levantada permanentemente", declarou Zuma em entrevista com a televisão pública SABC.

"O que eu fiz? Ninguém me deu razões", acrescentou em referência ao pedido de renúncia do Comitê Nacional Executivo (NEC) de seu partido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade