Publicidade

Estado de Minas

Conselho de Segurança da ONU considera proposta de cessar-fogo na Síria


postado em 10/02/2018 01:06

O Conselho de Segurança da ONU está considerando um projeto de resolução que exige um cessar-fogo de 30 dias na Síria para permitir a entrega de ajuda humanitária, segundo o texto visto pela AFP.

A Suécia apresentou o rascunho, que também exige o fim imediato dos cercos, incluindo em Guta Oriental, onde uma campanha de bombardeios das forças do governo de Damasco deixou mais de 240 civis mortos em cinco dias.

Depois de uma breve pausa, as bombas voltaram a cair em várias localidades da imensa região de Guta Oriental, perto de Damasco e onde há cerca de 400.000 habitantes sitiados em péssimas condições, segundo correspondentes da AFP.

Segundo a ONG CARE International, os intensos ataques aéreos do regime sírio em Guta Oriental impedem as operações de socorro das organizações locais, que são vitais para seus habitantes.

Apesar da magnitude da violência, os 15 membros do Conselho de Segurança não chegaram a um acordo na quinta-feira sobre uma trégua humanitária reivindicada pelas agências da ONU para permitir a entrega de ajuda de emergência.

Os representantes de várias agências da ONU presentes em Damasco haviam pedido na terça-feira "o fim imediato das hostilidades pelo menos por um mês em toda a Síria".

O embaixador russo ante a ONU, Vassily Nebenzia, um dos primeiros representantes que abandonou a reunião do Conselho na quinta-feira, havia afirmado que um cessar-fogo humanitário "não era realista".

Diplomatas indicaram na noite de sexta-feira que a posição de Moscou, aliado do regime sírio, sobre o projeto de resolução não é clara, principalmente saber se usará seu poder de veto para impedir a aprovação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade