Publicidade

Estado de Minas

Fragmento de monstruoso 'banco de gordura' é exposto em Londres


postado em 08/02/2018 14:48

Os curiosos poderão admirar em um museu de Londres a partir desta sexta-feira (9) um "banco de gordura" (fatberg) que obstruía a rede de esgoto da época vitoriana.

Esta massa, sólida como uma pedra, que é principalmente o resultado de uma mistura de gordura e papéis higiênicos jogados nos banheiros, foi encontrada em redes de esgoto no leste de Londres em setembro, e uma parte será exposta a partir de sexta-feira no Museum of London.

"O 'banco de gordura' nos diz coisas sobre a evolução de Londres", explicou Sharon Robinson-Calver, responsável pela conservação das coleções do museu.

"Atualmente, nossas redes de esgoto estão ameaçadas por uma crise: oito vezes por hora, clientes da Thames Water (companhia de água) sofrem uma obstrução provocada por dejetos despejados através de canos onde não deveriam ser jogados", destaca.

Uma população aumentando e regimes alimentares mais ricos em gordura provocaram este problema, mas o monstro de 250 metros de comprimento e que pesa 130 toneladas entupiu até redes que normalmente conseguem liberar estes "fatbergs".

"É um verdadeiro monstro que demanda muita mão de obra e máquinas para poder ser extraído", comentou na época de sua retirada Matt Rimmer, chefe das redes de esgoto da Thames Water. "É como tentar quebrar o concreto", acrescentou então.

Expor este horror em uma vitrine é um desafio, posto que se trata de "um material extremamente perigoso, transbordante de bactérias e que libera pequenas quantidades de gases tóxicos", declarou Robinson-Calver.

"A amostra que recolhemos pode conter agulhas hipodérmicas, preservativos, ou materiais de saúde capazes de propagar doenças", advertiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade