Publicidade

Estado de Minas

Nevascas deixam centenas de pessoas presas em estradas e em abrigos na França

Voos foram cancelados, o transporte por trem e rodovia está prejudicado, a Torre Eiffel foi fechada. A neve chegou a 12cm de altura e gerou também fotos belíssimas em Paris


postado em 07/02/2018 10:30 / atualizado em 07/02/2018 12:17

Ver galeria . 24 Fotos Vista aérea de Paris, coberta de nevePhilippe LOPEZ / AFP
Vista aérea de Paris, coberta de neve (foto: Philippe LOPEZ / AFP )
 

As intensas nevascas no norte da França provocaram o caos nesta quarta-feira, especialmente na região de Paris, onde centenas de pessoas passaram a noite bloqueadas nas estradas ou em abrigos.


Após um dia de tempo ruim que obrigou o fechamento da Torre Eiffel, muitos voos foram cancelados durante a manhã nos aeroportos de Paris, que acumularam até 13 cm de neve.


O tráfego ferroviário estava muito prejudicado e a situação nas rodovias era bastante complicada. O metrô de Paris, no entanto, funcionava normalmente.


O ministério do Interior fez um apelo aos motorista da região de Paris para que evitem circular de automóveis, ante uma "situação excepcional".


Uma rede de notícias comparou a cidade de Paris, que registrou até 12 cm de neve, "a uma capital escandinava".


Uma camada de neve cobria as calçadas da capital e sua região, mas em um nível bem menor do que pode ser observado em países como Rússia ou Canadá.


A onda de frio contrasta com as últimas semanas. O mês passado foi o janeiro mais suave em um século, marcado por uma umidade sem precedentes.


As chuvas provocaram as cheias dos rios, especialmente o Sena em Paris.


Alguns motoristas e políticos criticam a falta de preparo das autoridades.


O governo, no entanto, se defendeu das críticas.


"Temos que parar de enganar os franceses e reconhecer que é difícil antecipar o número de centímetros de neve que cairá", disse o porta-voz do Executivo, Benjamin Griveaux.


Em uma estrada ao sudoeste da capital, entre 1.500 e 2.000 pessoas ficaram bloqueadas durante a noite.


Muitas abandonaram os veículos e procuraram abrigos improvisados. Mas algumas optaram por permanecer em seus carros desde a tarde de terça-feira.


O governo abriu 46 centros de recepção na região parisiense para mais de 600 pessoas. Outras 700 permaneceram em estações de trem e 230 no aeroporto de Orly.


Na terça-feira à tarde, as autoridades registraram o recorde de 739 km de engarrafamentos na região da capital. Durante a manhã as filas chegavam a 200 km.


Durante várias horas, as pessoas que desembarcavam no aeroporto internacional Charles de Gaulle recebiam a notícia de que as viagens de trem com destino a Paris haviam sido canceladas.


A neve afeta grande parte do norte da França, com 25 departamentos (regiões) em estado de alerta para nevascas e gelo.


A meteorologia prevê nevascas intensas na madrugada de quinta-feira, com uma queda da temperatura a 10 graus negativos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade