Publicidade

Estado de Minas

Cientistas fixam em 8.081 metros o ponto mais profundo do mar chileno


postado em 06/02/2018 20:36

Com um submarino não tripulado, cientistas acessaram o ponto mais profundo do mar chileno, situado a 8.081 metros, e recolheram amostras que ajudarão a revelar as possíveis conexões entre oceanos, disse na terça-feira à AFP o chefe da expedição, Osvaldo Ulloa.

A Fossa do Atacama - o ponto mais profundo do Pacífico Sul Oriental - havia sido medida no passado através de ondas acústicas que chegaram a 8.065 metros de profundidade, mas a expedição do Instituto Milênio de Oceanografia (IMO) é a primeira a conseguir acessar o local com um veículo e obter imagens e amostras da zona.

"O que fizemos foi enviar um veículo autônomo não tripulado que realizou uma imersão abaixo de 8.000 metros, na terceira tentativa chegamos a medir a profundidade e foi marcada em 8.081 metros. Esse é seu ponto mais profundo", comentou Ulloa, acadêmico da Universidade de Concepción e líder do trabalho sobre a fossa, que levou oito dias, entre o final de janeiro e de fevereiro.

O marco é que "chegamos com um instrumento e pudemos observar e coletar amostras. Assim vamos analisar as propriedades químicas dessa água, determinar a idade da fossa, entender a circulação do oceano profundo e estimar o qual rápido estas águas intercambiam com o resto do oceano", apontou o cientista.

Será analisado também o DNA dos micro-organismos coletados para conhecer seu repertório genético, saber se são as mesmas espécies ou similares às de outras fossas profundas do oceano.

"Ficamos surpresos, ao ver as imagens, com a grande atividade biológica, isso nos abre o desafio de estudar a diversidade dos organismos que se encontram ali", acrescentou o cientista.

O veículo autônomo, compacto e de alta tecnologia - de dois metros de comprimento e batizado de "Audácia" - foi construído por um engenheiro americano, de acordo com as especificações dadas pelos cientistas chilenos.

O navio Cabo de Hornos, operado pela Armada do Chile, foi o encarregado de trasladar o 'nano-lander'.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade