Publicidade

Estado de Minas

Acordo sobre a semana de trabalho de 28 horas no setor metalúrgico alemão


postado em 06/02/2018 06:06

Os funcionários do setor metalúrgico alemão terão o direito a reduzir a semana de trabalho a 28 horas, sem compensação salarial e por um tempo limitado, segundo um acordo anunciado na madrugada de terça-feira.

As empresas do setor, que inclui a indústria automobilística, citaram em um comunicado um "compromisso suportável, mas com elementos dolorosos".

O acordo foi anunciado após semanas de negociações e greves nas fábricas por parte do sindicato IG Metall, que exigia, entre outras coisas, uma flexibilidade maior para os funcionários no momento de organizar o período de trabalho.

Neste aspecto os trabalhadores conquistaram uma abertura importante e de alto valor simbólico com a generalização do direito ao tempo parcial de 28 horas por semana.

De agora em diante, os trabalhadores do setor com pelo menos dois anos de serviço em sua empresa poderão solicitar a redução da semana de trabalho por um período de entre seis e 24 meses, depois do qual terão a garantia de retorna a seu posto em período integral.

O sindicato IG Metall não conseguiu, no entanto, outra de suas reivindicações: que os trabalhadores beneficiados pela medida recebessem uma compensação financeira parcial por parte da empresa.

As empresas conseguiram uma flexibilidade maior para aumentar o tempo de trabalho a 40 horas semanais para os funcionários que assim desejarem, contra as 35 horas de média no setor.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade