Publicidade

Estado de Minas

Irã afirma que postura nuclear de Washington ameaça a humanidade


postado em 04/02/2018 11:00

A nova política nuclear militar dos Estados Unidos "aproxima a humanidade da destruição", afirmou o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, em uma mensagem publicada no Twitter no sábado (3) à noite.

Os Estados Unidos anunciaram na sexta-feira (2) sua intenção de adquirir novas armas nucleares de baixa potência, em resposta ao rearmamento da Rússia neste campo. Este anúncio despertou o temor entre os especialistas de um aumento do risco de um conflito nuclear.

Esta política "se traduz em uma crescente dependência de bombas nucleares, em violação ao TNP", o Tratado de Não-Proliferação de Armas Atômicas, apontou Zarif.

"A obstinação (do presidente americano Donald) Trump em matar" o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano "emana da mesma inconsciência perigosa", acrescentou o ministro.

Assinado em 1968 e em vigor dois anos depois, o TNP, ao qual quase todos os Estados do planeta aderiram, estabelece em seu preâmbulo a "intenção" dos países membros de "alcançar o mais rápido possível o fim das armas nucleares e tomar medidas efetivas no caminho do desarmamento nuclear, para finalmente conseguir a eliminação de armas nucleares".

Concluído em julho de 2015 após uma década de tensão entre a comunidade internacional e a República Islâmica sobre o controverso programa nuclear de Teerã, o acordo internacional com o Irã é questionado por Trump, que ameaça retirar seu país dele em meados de abril.

Os defensores do texto, em particular os europeus, asseguram que este acordo é a melhor maneira de garantir que o Irã não se dote de armas atômicas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade