Publicidade

Estado de Minas

Espanha diz que discutir com autoridades catalãs sobre votação é algo ilegal


postado em 15/09/2017 10:37

Madri, 15 - O ministro de Cultura da Espanha e porta-voz do gabinete espanhol, Inigo Mendez de Vigo, disse que o primeiro-ministro Mariano Rajoy não pode discutir com autoridades catalãs sobre uma consulta popular em relação à independência da região porque a lei simplesmente não o permitiria fazê-lo.

Funcionários da Catalunha e da capital da região, Barcelona, enviaram uma carta a Rajoy, divulgada nesta sexta-feira, pedindo por um novo diálogo sobre a realização da votação de independência com a permissão do governo espanhol. "O primeiro-ministro não pode transformar algo ilegal em algo legal", disse Mendez de Vigo.

Para o governo central, a reforma constitucional que permitiria uma votação na região deveria vir por meio de uma maioria no Parlamento nacional espanhol. Esse seria o único caminho para uma consulta popular legal. Os separatistas se comprometeram a realizar uma votação em 1º de outubro, apesar da proibição dos tribunais do país. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade