Publicidade

Estado de Minas

Incêndio que matou 80 pessoas em prédio de Londres tem primeira audiência


postado em 14/09/2017 08:25

A investigação pública sobre as negligências que contribuíram para a morte de 80 pessoas no incêndio de um prédio de um conjunto habitacional de Londres, em junho, foi aberta nesta quinta-feira com um minuto de silêncio pelas vítimas.

O juiz aposentado Martin Moore-Bick, que preside a comissão de investigação, declarou que pretende dar uma resposta a "como foi possível ocorrer um desastre semelhante em Londres em pleno século XXI".

A tragédia causou revolta no país, principalmente pelas más condições de manutenção da torre Grenfell, de 24 andares, como a ausência de extintores, a existência de apenas uma escada no prédio e principalmente o revestimento externo, que era altamente inflamável por ser mais barato.

A polêmica se estendeu a outros prédios de moradias sociais, destinado para pessoas carentes e imigrantes, mas a investigação em curso se concentrará apenas no incêndio de Grenfell.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade