Publicidade

Estado de Minas

Juncker propõe "marco" europeu de controle dos investimentos estrangeiros


postado em 13/09/2017 06:28

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou nesta quarta-feira um "marco" europeu de controle dos investimentos estrangeiros na União Europeia (UE) para proteger os setores estratégicos, uma resposta às preocupações sobre as aquisições chinesas.

"Propomos hoje um novo marco da UE sobre a análise dos investimentos", disse Juncker aos eurodeputados durante o discurso anual sobre o Estado da UE reunidos em Estrasburgo (nordeste da França).

Juncker citou como exemplo a intenção de uma "empresa pública estrangeira" de comprar um porto europeu estratégico, uma infraestrutura energética ou uma empresa do setor de desenvolvimento tecnológico militar.

"Isto tem que acontecer de maneira transparente, através de uma análise profunda e um debate", completou o chefe do Executivo comunitário.

"Nossa responsabilidade política é saber o que acontece em nossa casa para poder, se necessário, proteger nossa segurança coletiva", disse.

França, Alemanha e Itália, que apoiam a possibilidade de dar mais poder a Bruxelas no controle dos investimentos estratégicos, pediram à Comissão em várias oportunidades uma proposta neste sentido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade