Publicidade

Estado de Minas

Três astronautas viajam à ISS nesta terça-feira


postado em 12/09/2017 16:16

Dois astronautas americanos e um cosmonauta russo serão enviados à Estação Espacial Internacional (ISS) nesta terça-feira, em um lançamento noturno no cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

Alexander Misurkin, da agência espacial russa, o novato da Nasa Mark Vande Hei e seu colega, o veterano Joe Acaba, se preparam para partir às 21h17 GMT (18h17 em Brasília) em uma missão de mais de cinco meses a bordo da ISS.

A nave espacial Soyuz deve se acoplar à estação orbital por volta das 03h00 GMT (00h00 em Brasília) de quarta-feira.

Conforme a Nasa aumenta a sua equipe no espaço, o lançamento marcará a primeira ocasião desde junho de 2010 em que dois astronautas americanos decolarão juntos de Baikonur para uma missão na ISS.

A agência espacial americana interrompeu seus próprios lançamentos tripulados para a ISS em 2011, mas recentemente se dispôs a aumentar sua tripulação a bordo do laboratório orbital, enquanto os russos cortaram a deles como parte de uma medida de redução de custos anunciada no ano passado.

Acaba, de 50 anos, passou quase 138 dias no espaço em duas missões. O novato Vande Hei, de 50 anos, serviu no Iraque para o Exército americano antes de receber treinamento para ser astronauta. Misurkin, de 39 anos, que iniciará sua segunda missão a bordo da ISS, também tem formação militar.

Durante a coletiva de imprensa pré-lançamento, na segunda-feira, Acaba, que é de origem porto-riquenha, disse que levará "música latina" a bordo para animar a tripulação.

"Eu posso garantir que meus companheiros de tripulação não adormecerão com essa música e, se vocês quiserem dançar por volta das 3h da manhã sintonizados em nossa cápsula Soyuz, acho que vão gostar", disse a jornalistas.

- "Rezando pelo povo da Flórida" -

O lançamento foi ofuscado por tempestades mortais que devastaram o Caribe e o sul dos Estados Unidos.

Na semana passada, câmeras externas na ISS capturaram imagens do furacão Irma em formação no Atlântico, antes de causar danos e mortes.

O Centro Espacial Johnson, da Nasa, em Houston, havia anunciado no começo deste mês que sofreu danos "significativos" por causa do furacão Harvey, embora o Centro de Controle da Missão tenha permanecido operacional.

"Nascer do sol sobre Baikonur, no Cazaquistão. Rezando pelo povo da Flórida, bem como pela recuperação contínua da Costa do Golfo do Texas", tuitou Vande Hei na segunda-feira.

O espaço é uma das poucas áreas de cooperação internacional entre a Rússia e os Estados Unidos que não foi arruinada por tensões relacionadas aos conflitos na Ucrânia e na Síria.

A ISS orbita a Terra a uma altitude de cerca de 400 km, completando uma volta no planeta a cada 90 minutos a uma velocidade de cerca de 28.000 km por hora.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade