Publicidade

Estado de Minas

Google recorre contra multa recorde da UE por abuso de posição dominante


postado em 11/09/2017 10:16

O Google recorreu contra a multa recorde anunciada em junho pela Comissão Europeia por abuso de posição dominante, anunciou à AFP o Tribunal de Justiça da União Europeia.

"O recurso de anulação foi apresentado", afirmou uma fonte do tribunal.

Em junho, o Executivo europeu multou o Google com 2,424 bilhões de euros por abusar de sua posição dominante e favorecer o seu comparador de preços Google Shopping em relação aos concorrentes.

Questionado pela AFP, o Google confirmou o recurso, mas não fez comentários. A Comissão Europeia informou que defenderia sua decisão na justiça.

O recurso do Google deixa ainda mais tensa a relação entre o gigante da internet e a Comissão Europeia, que vela pelo respeito à concorrência dentro do bloco.

A UE tem outros dois casos abertos contra o Google por abuso de posição dominante, um sobre sua plataforma publicitária AdSense e outro pelo sistema operacional para smartphones Android.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade