Publicidade

Estado de Minas

Tremores são sentidos na capital de Nova Zelândia

Serviços de emergência recomendam que pessoas que estiverem próximas à costa devem se mover em direção a regiões de terreno mais elevado


postado em 13/11/2016 11:13 / atualizado em 13/11/2016 13:25

Alerta de tsunami em Wellington(foto: MARTY MELVILLE / AFP )
Alerta de tsunami em Wellington (foto: MARTY MELVILLE / AFP )
Wellington - Um terremoto poderoso atingiu a Nova Zelândia nas proximidades da cidade de Christchurch na madrugada de segunda-feira no horário local (cerca de 9h de domingo em Brasília), causando danos a prédios num raio de mais de 200 quilômetros, na capital Wellington. (Veja vídeos abaixo com registros dos tremores)

Serviços de emergência alertaram que um tsunami é possível e recomendaram que pessoas que estivessem próximas a costa deveriam se mover em direção a regiões de terreno mais elevado. O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico afirmou que não há risco imediato de um tsunami de maior amplitude.

Em Wellington, 214 quilômetros a norte do epicentro do terremoto, o fornecimento de energia elétrica foi interrompido em algumas localidades. Algumas janelas foram quebradas e chaminés colapsaram.

Não há relatos disponíveis de danos ou de feridos em Christchurch.

O centro do terremoto foi a 93 quilômetros a norte de Christchurch, de acordo com dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos. Num primeiro momento, foi atribuída magnitude de 7,4 ao terremoto e, mais tarde, o serviço norte-americano já indicava magnitude de 7,8 na escala Richter.

O terremoto foi relativamente superficial, com profundidade de 10 quilômetros. Terremotos assim tendem a ser sentidos com maior força na superfície.

O tremor trouxe lembranças de outro terremoto, em 2011, que atingiu Christchurch, destruindo grande parte da cidade e matando 185 pessoas. O evento de hoje, porém, ocorreu muito mais distante de qualquer grande centro populacional. Fonte: Associated Press.




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade