Publicidade

Estado de Minas

Após anúncio do FBI, Trump afirma que Hillary coloca segurança dos EUA em risco


postado em 28/10/2016 20:25

Manchester, 28 - Depois que o FBI, agência de investigação norte-americana, informou que irá reabrir as investigações sobre os e-mails da candidata democrata à presidência dos EUA, Hillary Clinton, o republicano Donald Trump agiu imediatamente e disse que a candidata colocou a segurança dos Estados Unidos em risco ao usar seu e-mail pessoal. Trump aproveitou para usar o argumento de que Hillary pensa que está acima da lei, algo que ele tem dito durante toda a corrida presidencial.

O candidato do Partido Republicano disse que tem "grande respeito" pelo fato do FBI e do Departamento de Justiça estarem agora "tendo a coragem de consertar os erros horríveis que fizeram" ao concluir as investigações mais cedo. "Nós não podemos deixar que ela leve seu esquema criminal para dentro do Salão Oval. Isso é maior que o Watergate", disse se referindo ao escândalo que levou à renúncia do ex-presidente Richard Nixon.

O FBI divulgou que irá investigar se há informações secretas nos e-mails recentemente descobertos de Hillary. A agência havia dito em julho que as investigações estavam completas. Agora, no entanto, o diretor do FBI, James Comey, alegou em carta enviada a líderes do Congresso nesta sexta-feira que novos e-mails surgiram, levando a agência a "tomar as atitudes apropriadas".

As investigações tiveram início em 2015 depois que uma auditoria observou que Hillary, quando ocupava a Secretaria de Estado, usou um servidor privado de e-mails para enviar informações, inclusive, confidenciais.

A campanha de Hillary não respondeu imediatamente e ela se manteve calada perante às perguntas dos repórteres quando saiu de seu avião, em Iowa. Fonte: Associated Press

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade