Publicidade

Estado de Minas

Parlamentar britânico morre antes de ser julgado por pedofilia


postado em 19/12/2015 21:07

O parlamentar britânico Grenville Janner, de 87 anos, acusado de uma série de crimes sexuais contra menores, mas considerado inapto para ser processado por seu estado de saúde, faleceu em sua residência neste sábado - anunciou sua família.

No início do mês, um juiz decidiu que Janner, membro da Câmara dos Lordes - a mais alta Casa do Parlamento britânico -, não estava em condições de ser processado por causa de seu estado de "demência (senil) severa".

Ainda assim, estava previsto um processo particular, no qual se deveria estabelecer sua inocência, ou culpa, perante um tribunal estabelecido à revelia, sem veredicto. O julgamento seria em abril.

"É dramático para meus clientes", reagiu Liz Dux, advogada de seis supostas vítimas de Lorde Janner, já que "não poder obter justiça é, em última instância, profundamente frustrante".

"A única coisa que queriam [refere-se a seus clientes] era apresentar seu testemunho diante de um tribunal, que essas graves acusações fossem examinadas e acreditassem neles", completou.

Lorde Janner era uma das personalidades públicas acusadas de abuso sexual de menores no Reino Unido. Muitas das vítimas se manifestaram, depois das revelações sobre Jimmy Savile, um ex-apresentador da BBC, também falecido, suspeito do mesmo crime.

Ex-militar e proeminente membro da comunidade judaica britânica, Janner era acusado de ter abusado, entre os anos 1960 e 1980, de nove garotos de um abrigo para menores. Na época dos fatos, todos teriam menos de 16 anos de idade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade