Publicidade

Estado de Minas

Britânico condenado a 20 anos de prisão no Marrocos por pedofilia


postado em 15/04/2014 19:40

Um cidadão britânico foi condenado nesta terça-feira a 20 anos de prisão por uma tribunal de Tétouan, no norte do Marrocos, por "sequestro" e "tentativa de estupro" contra menores, informou uma ONG local.

Robert Bill, um galês de 59 anos, que se declarou inocente e pode apelar da sentença, foi condenado ainda a uma multa de 100 mil dirhams (9.500 euros), revelou à AFP o presidente do Observatório do Norte dos Direitos do Homem (ONDH), Mohammed Benaïssa.

O galês foi detido em junho de 2013, em um posto de gasolina de Tétouan, após uma menina gritar de dentro do seu carro e atrair a atenção do público. A polícia foi chamada e a menina saiu ilesa.

Segundo a ONG, Bill foi acusado de "sequestro e tentativa de estupro" contra duas outras meninas, em Tétouan e em Chefchaouen, também no norte do Marrocos.

Robert Bill, um ex-professor, já havia cumprido pena de prisão na Grã-Bretanha, em 2009, por "tentativa de sequestro" de uma menina de cinco anos.

"Acolhemos favoravelmente este veredicto, que protege as crianças e envia uma mensagem aos pedófilos", assinalou Benaïssa.


Publicidade