Publicidade

Estado de Minas

Macedônia aprova lei que permite condenar pedófilos à castração química


postado em 05/02/2014 18:22

O Parlamento da Macedônia aprovou nesta quarta-feira uma lei que permite condenar pedófilos à castração química.

O legislativo, com maioria dominada pelo partido conservador VMRO-DPMNE, do primeiro-ministro Nikola Gruevski, adotou a lei.

Segundo o texto da norma, as pessoas condenadas pela primeira vez são passíveis de penas de 15 a 40 anos de prisão, mas poderão optar por uma pena mais branda, acompanhada de tratamento químico. Este procedimento será automático para os reincidentes.

O ministro do Trabalho e da Política Social, Dime Spasov, explicou que a castração química - técnica de administração de substâncias hormonais que reduzem o desejo sexual - terá que "ser aplicado em estabelecimentos especializados a cada seis meses" para os reincidentes.

Dinamarca, Grã-Bretanha, Polônia e Rússia já preveem a castração química.


Publicidade