UAI
Publicidade

Estado de Minas

Obama diz que tentará solução diplomática para Síria

Proposta apresentada pela Rússia levou o presidente americano a adiar a consulta ao congresso


postado em 11/09/2013 07:14 / atualizado em 11/09/2013 08:01

Obama disse ter dúvidas de que a Síria vai levar o plano russo adiante(foto: REUTERS/Evan Vucci/POOL)
Obama disse ter dúvidas de que a Síria vai levar o plano russo adiante (foto: REUTERS/Evan Vucci/POOL)

O presidente americano Barack Obama disse que a votação do Congresso sobre uma possível ação militar na Síria será adiada para que os Estados Unidos busquem uma solução diplomática para o conflito após a proposta da Rússia.

Em um pronunciamento pela televisão na noite dessa terça-feira, Obama esclareceu a posição dos Estados Unidos em relação ao conflito na Síria. Ele disse que o uso de armas químicas nos subúrbios de Damasco no dia 21 de agosto mudou sua forma de pensar.

"Nós não podemos resolver a guerra civil alheia pela força", declarou. "Mas a situação na Síria mudou depois que o governo sírio fez um ataque químico, matando mais de mil pessoas." O presidente defendeu que os Estados Unidos devem fazer um ataque militar limitado na Síria, para "evitar o uso futuro" de armas químicas.

No entanto, ele disse ter pedido ao Congresso americano que adiasse a votação a respeito do ataque, após a proposta da Rússia de que a Síria entregue seu arsenal de armas químicas ao controle internacional.

Falando da Casa Branca, Obama declarou que "ainda é cedo para dizer se a oferta da Rússia terá êxito". "Qualquer acordo deve certificar-se de que o regime de Assad mantenha seus compromissos. Mas essa iniciativa tem o potencial de remover a ameaça de armas químicas sem o uso da força", disse.

O líder americano declarou novamente que o regime de Bashar Al Assad foi o responsável pelo ataque químico. Segundo ele, o governo sírio distribuiu máscaras antigás para seus soldados antes do ataque do dia 21 de agosto. Análises de sangue e cabelos das vítimas também teriam demonstrado a presença do gás sarin.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade