Publicidade

Estado de Minas

Propaganda da UE é retirada do ar por acusação de xenofobia


postado em 09/03/2012 09:19 / atualizado em 09/03/2012 10:12

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)


Após uma avalanche de protestos de internautas que acusam de xenofobia, racismo e de estereotipar países como o Brasil, Índia e China, um anúncio de TV da União Europeia foi retirado do ar.

No vídeo, uma mulher vestida como a protagonista do filme “Kill Bill é ameaçada por lutadores de kung fu, capoeira e de kalaripayattu, arte marcial indiana. Ao final, a mulher se multiplica em várias, formando um círculo ao redor dos lutadores, que desistem da luta, se transformando no símbolo da UE. “The more we are, the stronger we are” ( “quanto mais nós somos, mais fortes seremos”, tradução livre), diz o slogan da campanha.

Alguns comentários como o de um internauta que é identificado como "anderson3673" ressalta a falta de racionalidade do continente europeu quando se vê em crise. " A velha Europa ainda parece viver de velhos males. Se coisa tá desse jeito, daqui alguns dias veremos um novo Hitler levar hordas de alienados a destruição total. Será esse o destino da mãe do ocidente, está fadada a destruição de tudo que ela construiu depois anos de prosperidade. Os europeus quando em crise parece perderem toda sua racionalidade", comenta.

Harmonia

A comissão da União Europeia se explicou dizendo que "o vídeo mostra personagens típicos de gêneros de artes marciais: kung fu, capoeira e kalaripayattu; ele começa com uma demonstração da habilidade deles e termina com todos os personagens mostrando seu respeito mútuo, em uma posição de paz e harmonia".

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade