UAI
Publicidade

Estado de Minas TRAGÉDIA

Amigos e familiares lamentam morte de cantor sertanejo em BH

Corpo do cantor Giovanne Salles foi encontrado no banco do motorista de um carro parado no meio da via, em uma das principais avenidas da capital mineira


27/09/2021 18:22 - atualizado 27/09/2021 18:36

None
(foto: Reprodução/Internet)

O cantor sertanejo Giovanne Salles foi encontrado morto na madrugada desta segunda-feira (27/9), no bairro de Jardinópolis, em Belo Horizonte. Amigos e familiares de Giovanne lamentaram a morte do cantor nas redes sociais.

"Não dá pra acreditar... meu coração tá despedaçado... hoje estaríamos comemorando o seu aniversário cara... obrigado por tudo, pela amizade, pelo companheirismo... nunca vou esquecer... vai em paz e voa alto meu grande amigo!!!!!!!", disse Anderson Nascimento Modesto, amigo do cantor, pelo Instagram. 

"Quando um pedacinho da família vai embora, leva um pedacinho da gente também. Vamos sentir sua falta Dídio (Giovanne Salles)" , lamentou pelo Facebook Glívia Braga Faria, que se identificou como prima do artista.  

No Instagram de Salles, a família publicou um comunicado confirmando a morte. "Estamos inconsoláveis com essa perda repentina. Agradecemos muito o carinho e a força de todos", diz o texto.

"Triste demais!!!!!! Não sei nem o que falar! Vi ele sexta feira, convidei para cantar no meu casamento, que perda horrível", comentou Diego Marques na publicação. "Vai deixar saudades, meu amigo", escreveu Deivison Marlone. 

Giovanne deixa a mulher, Ingrid Guerra de Carvalho, e um filho de 1 ano de idade

Sobre a morte

Giovanne Salles foi encontrado morto no banco de motorista de um carro parado no meio de uma via. O cantor faria aniversário de 30 anos nesta segunda (27/9). O músico, que estava sozinho no veículo, voltava para casa após um show realizado no domingo (26/9).

De acordo com a polícia, a PM foi acionada por testemunhas que passavam pelo local e perceberam que Giovanne tinha sangramentos no nariz e na boca e, aparentemente, não respirava.

O carro que o cantor dirigia estava parado entre a rua Maria Magdalena Camargos e a Avenida Amazonas, uma das principais vias da capital mineira. Três pinos de cocaína estavam dentro de um dos sapatos da vítima. A perícia constatou que não havia sinais de violência no corpo e ainda avalia a causa mortis do artista.

Por meio de nota, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que direcionou uma equipe da perícia criminal ao local onde foram realizados os primeiros levantamentos.

"O corpo do homem, de 30 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal Dr. André Roquette (IMLAR), em Belo Horizonte, para se submeter ao exame de necropsia. Os trabalhos de polícia estão em andamento e demais informações serão prestadas em momento oportuno", disse a polícia.

*Estagiário sob supervisão do subeditor Pedro Grigori. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade