UAI
Publicidade

Estado de Minas 60 MIL PESSOAS ESPERAM

Mutirão para zerar fila de consultas em Contagem deve começar em outubro

Ideia da prefeitura é realizar 100 mil exames, mesmo para aquelas pessoas que não estão na fila. Hoje, 35 mil aguardam o primeiro exame, e 23 mil um retorno


15/09/2021 18:26 - atualizado 15/09/2021 18:34

Quase 60 mil pessoas aguardam consultas atualmente em Contagem
Quase 60 mil pessoas aguardam consultas atualmente em Contagem (foto: Luci Sallum/PMC)

 
Quase 60 mil pessoas  aguardam por exames na rede pública de saúde de Contagem , Região Metropolitana de Belo Horizonte. O levantamento foi feito pela própria prefeitura, e o argumento principal é que a fila aumentou por causa da pandemia de COVID-19, que reduziu a capacidade de atendimento e a quantidade de agendamentos.
 
Esse é o principal motivo para a criação de um mutirão, que deve começar na primeira semana de outubro. Chamado de "Mutirão Mais Consultas", a administração espera zerar a fila, oferecendo até 100 mil atendimentos em várias unidades de saúde. 
 
Os dados oficiais apontam que, até essa terça-feira (14/9), 59.064 pacientes aguardam por uma consulta médica na cidade. Desse total, 35.565 ainda nem passaram pelo primeiro encontro com o médico, enquanto 23.499 aguardam um retorno.
 
Em abril, os Centros de Atenção Especializadas Iria Diniz e Ressaca abriram mais vagas para consultas de oftalmologia e pré-natal de alto risco, que teve a fila zerada. Mas as demais especialidades ainda têm uma fila de espera longa.
 
A superintendente de Atenção Especializada, Carla Cristina Vítor, aponta que, hoje, os dois Centros de Atenção Especializada operam com 80% das vagas para consultas, exames e procedimentos. Em outubro, a previsão é de que esteja funcionando com 100% da capacidade.
 
O “Mutirão Mais Consultas” vai atender as seguintes especialidades:
  • cardiologia adulto e infantil
  • cirurgia ambulatorial
  • cirurgia plástica
  • dermatologia
  • endocrinologia adulto e infantil
  • neurologia adulto e infantil
  • nefrologia adulto
  • ortopedia
  • otorrino geral
  • pneumologi
  • postectomia (circunsição) 
  • proctologia
  • urologia
  • vasectomia.
O mutirão deve durar oito meses, a partir do início em outubro. As consultas serão realizadas no Centro de Atenção Especializadas Iria Diniz e no Centro de Consultas Especializadas Ressaca, sempre de segunda a sábado. Exames que sejam necessários para confirmação de diagnóstico também serão oferecidos.
 
A proposta é que o mutirão faça 55.932 primeiras consultas e 41.107 consultas de retorno. O custo estimado do projeto é de R$ 6,2 milhões. Os detalhes para as marcações, quem será chamado e demais detalhes ainda estão sendo definidos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade