Publicidade

Estado de Minas

BH anuncia imunização de moradores de 33 e 34 anos


04/08/2021 04:00

Entrada de ambulâncias em ala de COVID-19 da Santa Casa: indicadores da doença praticamente não se alteraram ontem na cidade (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 16/3/21)
Entrada de ambulâncias em ala de COVID-19 da Santa Casa: indicadores da doença praticamente não se alteraram ontem na cidade (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 16/3/21)

Belo Horizonte avança na vacinação e anuncia a aplicação da primeira dose por critério de idade para pessoas de 33 e 34 anos. Homens de 34 recebem a injeção na sexta-feira e as mulheres da mesma idade, no sábado. No caso dos de 33, a dose dos homens será oferecida na terça-feira (10/8) e a das mulheres no dia seguinte. Ontem, a capital chegou à marca de 30% da população adulta vacinada com as duas doses e 64,5% com a dose inicial, segundo boletim da prefeitura.
 
Hoje, recebem o imunizante o público masculino de 35 e pessoas com comorbidades de 48 e 49 anos. Amanhã é a vez do público feminino de 35 e comórbidos de 50 a 52. O chamamento do público para completar o esquema vacinal será feito de forma gradativa, por faixa etária. Até sábado, pessoas com comorbidades de 34 a 41 anos completarão o esquema vacinal.
 
Conforme o boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura de ontem, 630.810 pessoas já completaram o esquema vacinal. Outras 58.753 tomaram a fórmula da Janssen (Johnson & Johnson), aquela de dose única. Ao mesmo tempo, a prefeitura desempenhou 1.422.161 vacinas de primeira dose até ontem.
 
INDICADORES DA PANDEMIA De acordo com os dados, os indicadores da pandemia pouco se alteraram na cidade em relação ao boletim de segunda-feira. A transmissão do novo coronavírus, por exemplo, permaneceu em 0,9, dentro do patamar controlado. No atual cenário, 90 pessoas se tornam vítimas da pandemia, em média, a cada 100 diagnósticos confirmados na capital mineira.
 
Já a ocupação dos leitos de UTI para COVID-19 nos hospitais públicos e privados caiu de 60% para 57,7%. Portanto, permanece na zona de alerta pelo 28º boletim em sequência. Por outro lado, a situação das vagas de enfermaria na soma entre o SUS e a rede suplementar piorou: de 46,3% para 48%. Mas, continua no estágio de controle pelo sétimo balanço consecutivo.

CASOS E MORTES O número de mortes por COVID-19 aumentou em 19 na cidade. Agora, são 6.272 vidas perdidas para a pandemia. Já o total de casos teve um crescimento de 1.325. Portanto, BH soma 261.717 diagnósticos: 3.611 ainda em acompanhamento e 251.288 pessoas recuperadas, além daqueles que moraram.

BRASIL Em todo o país, foram registrados ontem novos 32.316 casos e 1.209 mortes, elevando o total para 19.985.817 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia e 558.432 óbitos acumulados. Estão em acompanhamento, segundo o Ministério da Saúde, 680.520 pacientes, enquanto outros 18.746.865 se curaram.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade