Publicidade

Estado de Minas TECNOLOGIA

Corrida cancelada? Motoristas de BH criam próprio aplicativo de transporte

Grupo cria plataforma para fugir das taxas cobradas por Uber e 99. Tarifas competitivas com promessa de lucro e segurança atraem parceiros


23/07/2021 16:44 - atualizado 25/07/2021 14:47

Novo aplicativo feito para motoristas chamado 7Move (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )
Novo aplicativo feito para motoristas chamado 7Move (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )

Quem depende do transporte por aplicativo para se locomover já notou a dificuldade em conseguir um motorista. Nas últimas semanas, muitos passageiros têm reclamado dos constantes cancelamentos de corridas. Do lado de quem dirige, as reclamações também são contínuas – os motoristas se queixam das altas taxas cobradas por Uber e 99.

“Nós não temos reajuste nos nossos valores há sete anos. Como que a gente se desloca para buscar e às vezes ganhar só R$ 5?”, indaga Simone Almeida, presidente do Sindicato dos Condutores de Veículos que Utilizam Aplicativos do Estado de Minas Gerais (Sicovapp).


“Cadastrado nas plataformas, só em Belo Horizonte, deve ter em torno de 70 mil motoristas. Em todo estado, uns 90 mil motoristas. Mas, que hoje estão trabalhando, já caiu pela metade, porque não está compensando, né? Pelos pelos custos altos. Quem trabalhava com carro alugado, entregou carro, porque o tanto que o aplicativo está pagando não dá pra manter um carro alugado e ainda ter lucro”, lamenta Simone.


Novo aplicativo

Para tentar solucionar o problema, um coletivo de motoristas da Região Metropolitana de Belo Horizonte criou um aplicativo próprio: o 7Move.

Ainda sem muito apoio, o grupo promete que a nova plataforma foi feita e pensada por motoristas para outros motoristas.

“Sou motorista de aplicativo há mais de três anos e tenho acompanhado a dificuldade dos passageiros na hora de pedir um carro. Isso tem acontecido porque Uber e 99 não têm dado reajuste aos motoristas. Eles aumentaram para os passageiros, mas não repassaram o aumento aos motoristas”, reclama Rodrigo Vieira, um dos criadores do aplicativo 7Move.

O motorista de aplicativo Rodrigo Vieira desenvolveu o novo app 7Move(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )
O motorista de aplicativo Rodrigo Vieira desenvolveu o novo app 7Move (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )


Outro problema sinalizado pelo motorista é a falta de segurança. Ele conta que a classe virou alvo fácil de assaltantes. Depois do caso na virada do ano, quando um homem de 27 anos foi assassinado a facadas e o corpo encontrado em Vespasiano, na Grande BH, o grupo de 30 motoristas se reuniu e começou a planejar um aplicativo que proporcionasse mais segurança e, ao mesmo tempo, maiores lucros.

A plataforma começou a funcionar, na prática, no mês passado. Em 30 dias de atuação contava com 270 motoristas cadastrados e 1.260 passageiros. “A gente não tem capital para investir em mídia pesada”, explica Rodrigo. Os proprietários alugam uma plataforma e o valor da mensalidade é paga de acordo com o número de motoristas.

Os parceiros tem feito divulgação através das redes sociais e com panfletagem nas ruas. A partir de semana que vem, os proprietários vão instalar um stand de apoio das 9h às 12h no Posto Lagoinha, na Avenida Antônio Carlos, 1.305, Bairro Lagoinha, Região Nordeste de BH.

Segurança

Nos aplicativos usuais, o motorista normalmente fica sabendo apenas o nome do passageiro e o endereço ou região do destino antes de aceitar a corrida.

A nova plataforma mostra a quantidade de corridas do solicitante, local de embarque e desembarque, avaliação e foto. “Toda informação que a gente cansou de reivindicar colocamos nessa plataforma”, diz o administrador do 7Move.
Outro quesito é o botão de pânico para motorista e passageiro, que dispara para a Central em caso de alguma ameaça. Com controle de inscrições, até o momento mais de 60 cadastros foram bloqueados por inconsistências no registro.

“O assalto acontece quando o bandido se cadastra na plataforma e chama o carro. Na nossa plataforma, a gente tem que liberar. A gente pega o CPF com a data de nascimento e joga no site da Receita Federal. Lá ele diz se é da pessoa cadastrada ou não, se é ativo ou não. Normalmente, o bandido usa dados de terceiros. Além disso, quando o motorista for buscar o passageiro, se a pessoa não for a da foto, a gente recomenda que vai embora”, alerta Rodrigo.

Valores

Os primeiros 30 dias são gratuitos para o motorista. Depois disso, ele paga R$ 30 mensais por mais cinco meses. No sétimo mês, o valor aumenta para R$ 120.

O motorista de aplicativo Rodrigo Vieira desenvolveu o novo app 7Move(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )
O motorista de aplicativo Rodrigo Vieira desenvolveu o novo app 7Move (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press )


“Por que tem tanta recusa de corridas? Por causa do valor. A Uber e a 99 cobram taxas de 20% a 40%. A plataforma não desconta taxa do motorista. Só quando o pagamento é feito pela plataforma, com cartão, que desconta 8% porque é o banco que desconta. É uma plataforma feita para os motoristas, e a gente tem uma adesão muito grande.”

Para o passageiro, a tarifa costuma ser competitiva em relação aos aplicativos convencionais. O Estado de Minas fez um teste: com partida na Praça Sete de Setembro, no Centro de BH com destino ao Aeroporto de Confins às 16h, os valores foram os seguintes:

  • Uber X = R$ 81,90
  • 7Move Clássico = R$ 68,63
  • 99 Pop = R$ 59

Qualidade controversa

O Sicovapp informa que não se responsabiliza pela nova plataforma. “Eu não posso colocar o sindicato à frente, indicando o 7Move, por ainda não ter a segurança nesse aplicativo”, afirmou Simone, a presidente da entidade que representa os motoristas.

Ela ainda criticou a plataforma: “É como todos os outros. É como o antigo 4Move. É um aplicativo que não chama, cheio de falhas, não tem segurança. De tudo que eu vi, não dá para o Sindicato recomendá-lo. E ainda tem menos segurança que a Uber e a 99”.

O Sicovapp enviou ao EM um ranking de demanda das corridas das plataformas na Região Metropolitana de BH de acordo com o retorno dos motoristas: 


(Fonte: SICOVAPP)

Reclamações

Em nota, a Uber respondeu que os valores das taxas são voláteis. Leia na íntegra:

"No passado, a taxa da Uber era fixa em 25%. Em 2018, ela se tornou variável e passou a fazer parte da estratégia da Uber em oferecer descontos para os usuários de modo a incentivar que eles façam viagens. Há confusão entre os motoristas parceiros sobre o valor da taxa porque em algumas viagens ele pode aumentar enquanto em outras pode diminuir. É por isso que todos os motoristas parceiros ativos recebem toda semana, por email, um compilado sobre os seus ganhos. Nesse email, é possível conferir quanto ele pagou de taxa Uber naquela semana."

Em nota enviada no domingo (25/07), a 99 respondeu que o valor repassado aos motoristas parceiros considera a distância percorrida e o tempo de deslocamento. Confira na íntegra:

"A plataforma sempre esteve e permanece aberta ao diálogo com os condutores parceiros e se preocupa com seus  ganhos. Tanto que para oferecer maior eficiência na rotina dos motoristas parceiros e, consequentemente a redução de custos variáveis, a 99 já garantiu mais de R$ 2,5 milhões em descontos nos postos da rede Shell este ano e investiu mais de R$ 150 milhões, durante a pandemia, em novos serviços e medidas de segurança para apoiar quem precisou sair de casa. Não houve alteração na taxa praticada na plataforma. É importante observar que desde do final de 2020, a 99 retomou o volume de corridas em 100%, quando comparada ao período antes da pandemia. E segue em crescimento.

A empresa dedica seus esforços na prevenção, proteção e acolhimento de todos os usuários da plataforma, principalmente para as mulheres. Entre as medidas, está a opção de compartilhar a rota para contatos de confiança, disponibilização de câmeras de segurança com lente olho de peixe, visão noturna e botão de emergência; gravação de áudio; um botão no app para ligar direto à polícia; e a opção de motoristas mulheres viajarem apenas com passageiras mulheres. 

Uma Central de Segurança da 99, formada por mais de 190 especialistas que trabalham 24 horas por dia e 7 dias por semana, no atendimento imediato e suporte humanizado a usuários, fica à disposição em caso de necessidade"


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade