Publicidade

Estado de Minas ALENTO NO PESADELO

Após queda de internações, Contagem desativa leitos exclusivos para COVID

O município desmobilizou cerca de 85 leitos no Centro Especializado em Assistência Covid-19, no bairro Eldorado


16/07/2021 18:43 - atualizado 16/07/2021 19:00

Melhoria nos indicadores epidemiológicos viabiliza desativação de leitos em Contagem(foto: Prefeitura de Contagem/Divulgação)
Melhoria nos indicadores epidemiológicos viabiliza desativação de leitos em Contagem (foto: Prefeitura de Contagem/Divulgação)
A Secretaria de Saúde de Contagem anunciou nesta sexta-feira (16/7) que desmobilizou cerca de 85 leitos exclusivos para COVID-19. A desativação foi possível após o número de internações apresentarem queda na cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
 
Os leitos exclusivos que foram desativados estavam no no Centro Especializado em Assistência COVID-19, antigo hospital de campanha Santa Helena, no bairro Eldorado.

“Neste momento estamos com uma demanda por leito muito baixa, porque os indicadores melhoraram. Nós temos uma velocidade de transmissão de 0,84%, e neste contexto, a gente reduziu os leitos, até para não gerar dano ao erário”,  esclarece o secretário de Saúde, Fabrício Simões.
 
Contagem, que está na onda amarela do Programa Minas Consciente, possui uma taxa de ocupação de 60% de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 81% para enfermaria.
 
“Não faz sentido manter 50 leitos se eu não tenho paciente para colocar lá. Reduzimos os leitos, porque não existe demanda”, complementa o secretário.
 
Entretanto, a secretaria assegura que a medida não afetará o atendimento a quem precisa de cuidados intensivos, uma vez que os equipamentos que compõem uma estrutura de leito estão disponíveis para a remontagem, caso os indicadores epidemiológicos voltem a piorar.
 
“Contagem está pronta para abrir novos leitos, caso seja necessário e ocorra mudanças nos indicadores. É importante lembrar que no auge da segunda onda, o município chegou a disponibilizar 195 leitos. Atualmente, nós estamos com 110”, assegura.
 
 

Pandemia em Contagem

 
Conforme o boletim mais recente da prefeitura, divulgado nesta quinta-feira (15/7), a cidade registrou 41.460 casos confirmados de COVID-19 e 1.762 óbitos em decorrência da doença, desde o início da pandemia.
 
O município segue vacinando:

  • idosos a partir de 60 anos
  • pessoas com Síndrome de Down, de 18 a 59 anos
  • pacientes com insuficiência renal que fazem diálise, de 18 a 59 anos
  • pessoas com deficiência permanente de 18 a 59 anos
  • gestante e puérperas com comorbidade
  • forças de segurança
  • trabalhadores da Educação das redes privadas e públicas que atuam em Contagem
  • trabalhadores do transporte aéreo e do transporte coletivo
  • trabalhadores da saúde
  • trabalhadores da limpeza urbana
  • detentos
  • quilombolas 
  • pessoas com 40 anos 
 
A vacinação dos idosos moradores de Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e pessoas com deficiência moradoras de lares inclusivos já foi concluída.
 
De acordo com a Secretaria da Saúde, até esta quarta-feira (14/7), o município vacinou 74.275 pessoas com a 2ª dose e 14.544 com a dose única. O número total de pessoas que receberam apenas a primeira aplicação é de 252.956.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade